Jaguarari – Levar cidadania para os distritos mais distantes da sede do município de Jaguarari. Foi com esse objetivo que o prefeito Everton Rocha esteve reunido nesta terça-feira (10) na sede do Tribunal de Justiça da Bahia, com a corregedora das comarcas do interior, Desembargadora Cynthia Maria Pino Rezende. Durante o encontro Rocha apresentou uma reivindicação antiga dos moradores do distrito de Pilar, que é a implantação de um cartório no distrito.

Localizado há 69 km da sede do município e com média de 12 mil habitantes, Pilar possui mais de 3,7 mil residências e de quatrocentas empresas, entre elas a Mineração Caraíba com extensão a Sussuarana. Isso mostra a prosperidade local e justifica a necessidade da implantação do serviço notarial. “Viemos mostrar que Pilar é um Distrito importante e defender as reivindicações da nossa população que vive naquela região, e precisa se deslocar até a sede para poder realizar esses serviços”, enfatiza Rocha.

A justificativa do prefeito de Jaguarari, que mostrou que um cartório na localidade atenderia a demanda de mais de 30 localidades entre povoados e fazendas, convenceu a Desembargadora Cynthia Rezende da necessidade de instalação do cartório no distrito de Pilar.

Essa iniciativa beneficia a população de Santa Rosa de Lima, Arapuá, Suçuarana, Adutora, volta do Pilar, Poço das Queimadas, Ocorrência, Santa Maria, Bom Despacho, Santa Fé, Quixaba, Ipueira dos Barros, Santa Maria, Monte Alegre, Caititu, Tanque do Serrote, Boqueirão, Carro Quebrado, Bezerra, Terra Nova, Muquem, Boa Sorte, Poços, Bruteiro, Bandeira, Corredores, Caatinga de Porco, Gangorra, Baixa Verde, Cacimbas, Pau Ferro, Lajinha, Poço do Meio e Barbosa.

Com a implantação dos novos cartórios, a população dessas localidades não vai mais precisar se deslocar até a sede do município para realizar registro de nascimento, óbito, autenticação e reconhecimento de firma. Além de Pilar, também está prevista a instalação do cartório no distrito de Juacema.

ASCOM – Prefeitura Municipal de Jaguarari