Nesta quinta-feira, dia 12, atendendo ao Requerimento nº 001/2018, de autoria do Vereador Jorge Souza e Silva Filho, que convoca o diretor do Hospital Dom Antônio Monteiro para prestar esclarecimentos sobre o funcionamento dessa instituição, a Câmara Municipal de Senhor do Bonfim, realizou Audiência Pública, para esclarecer os problemas enfrentados e os serviços oferecidos à população.

Composição da Mesa:

O Sr. Helton Dourado Casais, Diretor do Instituto Caminhada;
O Sr. Mário Lisboa de Seixas Neto, Diretor do Hospital Regional Dom Antônio Monteiro;
O Sr. Antônio Rocha Fraga, Advogado do Instituto Caminhada;
A Sra. Angeli Matos, Secretária Municipal de Saúde.

Foi Informado pelo Presidente da Câmara, Vereador Reinaldo Ferreira Santana aos presentes que não seria tolerado nenhum tipo de interferência quando o orador estivesse usando da palavra. Caso fosse descumprido a pessoa seria convidada se retirar da plateia.

Foi franqueada a palavra ao Vereador Jorge Souza e Silva Filho, autor do Requerimento, para fazer seus questionamentos.

Foi franqueada ainda a palavra ao Vereador Deto, que fez requerimento solicitando a presença da Secretária de Saúde Angeli Matos.

Franqueada a palavra ao Sr. Helton Dourado Casais, Diretor do Instituto Caminhada, para fazer o uso da palavra para apresentar um breve histórico de como encontrou o hospital quando o instituto assumiu.

Convidado o Sr. Mário Lisboa de Seixas Neto, Diretor do Hospital Regional Dom Antônio Monteiro, para fazer o uso da palavra.

Convidado o Sr. Antônio Rocha Fraga, Advogado do Intituto Caminhada, para fazer o uso da palavra.

Convidada a Secretária de Saúde do Município, Sra. Angeli Matos, para fazer o uso da palavra; Falou das dificuldades e dos avanços conquistados.

Todos os 15 Vereadores estiveram presentes a Sessão

Enfim os questionamentos dos vereadores e do publico presente, foram respondidos pelos diretores do instituto Caminhada.

Resumindo

A audiência Publica, o que ficou entendido é que, enquanto não houver os prometidos investimentos do governo do Estado naquela de Saúde, nada vai melhorar e o sofrimento continuará como sempre.

O Publico presente foi de aproximadamente 100 Pessoas na plateia

Franqueada a palavra pelo tempo de dois minutos para cinco pessoas inscritas da plateia.

Fonte: “ASCOM”